Brasil tem 170.799 mortes pela COVID-19 e média móvel de falecimentos é a maior desde 16 de setembro

O Brasil chegou na última quarta-feira (25) a 170.799 mortes pela COVID-19, informou o site G1 a partir de dados das secretarias estaduais de saúde. Nas últimas 24 horas foram registrados 620 falecimentos. Com isso, a média móvel de mortes no país nos últimos sete dias foi de 472. A variação é 29% maior em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nas mortes pelo novo coronavírus.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia em março, 6.166.898 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus com 45.449  confirmados no último dia.

A média móvel nos últimos sete dias é a maior desde 16 de setembro: 31.356 novos diagnósticos diários. Isso representa uma variação 30% maior em relação aos casos registrados em duas semanas e também indica tendência de alta nos diagnósticos.

Dos 26 estados da federação, além do Distrito Federal (DF), 12 tiveram alta na média móvel de óbitos. Dois da Região Sul (Rio Grande do Sul e Santa Catarina), os quatro da Região Sudeste (Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo), três da Região Norte (Acre, Amazonas e Roraima), dois no Nordeste (Ceará e Sergipe) e um no Centro-Oeste (Goiás).

Em estabilidade, há sete estados e o DF. Quatro no Nordeste (Bahia, Maranhão, Paraíba e Pernambuco), dois na Região Norte (Pará e Rondônia) e um no Centro-Oeste (Mato Grosso do Sul).

E em queda estão Paraná (Região Sul), Amapá (Norte), Mato Grosso e Tocantins (Centro-Oeste) e Alagoas, Piauí e Rio Grande do Norte (Nordeste).

A ausência de atualizações e os números incompletos, por um problema ocorrido no sistema nacional de registros de mortes e casos de COVID-19 do Ministério da Saúde a partir de 6 de novembro, segue refletindo na comparação para análise de tendência de alta, estabilidade ou queda nos óbitos pela doença nos quatro estados prejudicados e no Brasil.

Fonte: Sputnik News

Imagem: Sputnik News

Deixe uma resposta