‘País de maricas’ e ‘quando acaba a saliva, tem que ter pólvora’: Bolsonaro dispara para todo lado

Jair Bolsonaro fez um pronunciamento, na tarde de ontem terça-feira (10), no que era para ser um evento sobre a retomada do turismo no Brasil. O discurso, no entanto, serviu para que o presidente brasileiro, em tom de irritação, desse declarações homofóbicas, atacasse adversários políticos e até Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos.

Ao comentar a pandemia do novo coronavírus, Bolsonaro afirmou que é preciso “lutar de peito aberto” e “deixar de ser um país de maricas”. “Tudo agora é pandemia. Tem que acabar com esse negócio, pô. Lamento os mortos, lamento. Todos nós vamos morrer um dia. Não adianta fugir disso, fugir da realidade. Tem que deixar de ser um país de maricas, pô. Olha que prato cheio para a imprensa, hein? Para a urubuzada que está ali atrás… Temos que lutar. Peito aberto, lutar. Que geração é essa nossa? A geração hoje em dia é toddynho, nutella, zap. É uma realidade”, declarou.

Fernando Haddad e João Doria também foram lembrados. “O que faltou para nós não foi um líder, foi deixar o líder trabalhar. Imagina se era o Haddad no meu lugar, o governador de São Paulo no meu lugar, a desgraça que estaria. Semelhante ao sul aqui, na Argentina, que fecharam tudo. Pessoal tá fugindo do Uruguai, pro Rio Grande do Sul. Será que o rio Grande do Sul vai se transformar em uma Roraima? Da Venezuela para Roraima. Não queremos isso. Rivalidade com Argentina só no futebol”, disse.

Quando acaba a saliva, tem que ter pólvora

Já a resposta a Biden veio em razão de uma declaração do democrata, que afirmou que pretende “reunir o mundo” para decidir sobre “consequências econômicas significativas”, caso o governo de Bolsonaro não se responsabilize pela proteção da floresta.

“Assistimos há pouco um grande candidato a chefe de Estado dizer que se eu não apagar o fogo na Amazônia levanta barreiras comerciais contra o Brasil. Como é que nós podemos fazer frente a tudo isso? Apenas na diplomacia não dá. Porque quando acaba a saliva, tem que ter pólvora, se não, não funciona. Precisa nem usar pólvora, mas tem que saber que tem. Esse é o mundo”, disse Bolsonaro. A declaração virou piada no Twitter logo depois.

Biden foi declarado vencedor das eleições americanas no último sábado e tem sido parabenizado por líderes do mundo todo, o que não ocorreu por parte do mandatário brasileiro.

Fonte: Sul21

Imagem: Sul21

Deixe uma resposta