Pandemia agravou insegurança alimentar e Brasil pode voltar ao Mapa da Fome, dizem economistas

A fome no Brasil chegou a 10,3 milhões de pessoas, sendo 7,7 milhões de moradores na área urbana e 2,6 milhões na rural, segundo dados divulgados em setembro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com a primeira parte da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), a insegurança alimentar grave, condição na qual as pessoas relatam passar fome, atingiu 4,6% dos domicílios brasileiros, o equivalente a 3,1 milhões de lares. A fome aumentou 43,7% em cinco anos.

No entanto, o índice foi feito com base em informações colhidas entre junho de 2017 e julho de 2018 em quase 58 mil domicílios de todas as regiões do país.

A pesquisa mostra que a insegurança alimentar grave havia recuado de 8,2% da população em 2004 para 5,8% em 2009. Em 2013, a proporção havia cedido para 3,6%.

A melhora registrada ao longo de uma década tirou o Brasil do Mapa Mundial da Fome em 2014, segundo relatório global divulgado à época pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Especialistas ouvidos pela Sputnik Brasil mostraram preocupação com os números e disseram que o país voltou aos dados registrados anteriormente a 2004.

Leia mais no site da Sputnik News

Fonte: Sputnik News

Deixe uma resposta