7 de agosto será Dia de Luto e Luta em todo país

postado em: Sem categoria | 0

Enquanto o Brasil se aproxima da trágica marca de 3 milhões de infectados e 100 mil mortes por Covid-19, as centrais sindicais organizam um Dia de Luto e Luta para esta sexta-feira (7). A data busca alertar e denunciar a política desastrosa e negacionista do governo Bolsonaro que, em meio à pandemia, ataca os mais pobres e não garante o direito à saúde e à quarentena para a classe trabalhadora.

A CSP-Conlutas participará da atividade unitária convocada pela Frente Ampla por Fora Bolsonaro, integrada por diversas centrais sindicais, partidos políticos e movimentos sociais. As principais reivindicações englobam: exigir que os governos (federal, estaduais e municipais) decretem quarentena geral de 30 dias, que sejam garantidos emprego e renda digna para todos e a suspensão do pagamento da dívida pública.

Outras pautas também irão nortear as ações do dia de mobilização como: a revogação de todas as medidas do governo que reduziram os direitos dos trabalhadores, como as Reformas Trabalhista e Previdenciária; a defesa dos povos indígenas e do meio ambiente; a garantia de auxílio emergencial no valor de dois salários mínimos à população; a ampliação dos investimentos em saúde; o fim da violência policial contra pobres e negros e a suspensão de despejos e remoções. 

Segundo a Central, “o caminho é a luta e a unidade da classe trabalhadora” e oferece todo o apoio e solidariedade às lutas dos trabalhadores da saúde, da educação, dos Correios, do Judiciário, aos petroleiros, aos metroviários e aos metalúrgicos da Renault, que lutam contra mais de 700 demissões feitas pela montadora no Paraná.

Mantendo sua autonomia política frente às demais organizações, a CSP-Conlutas impulsionará greves, paralisações e atrasos na produção, bem como atividades em lugares públicos. Em Porto Alegre, haverá um ato simbólico no dia 7, às 11h, no Largo do Glênio Peres. Além disso, está sendo organizada uma plenária dos educadores, com os núcleos do CPERS que compõem a CSP-Conlutas.

Fonte: CSP-Conlutas com edição de Assessoria ADUFPel

#7deagostolutapelavida #ForaBolsonaro #ForaBolsonaroEMourão

Deixe uma resposta