Prazo de cadastramento para receber auxílio emergencial se encerra nesta quinta (2)

postado em: Sem categoria | 0
Presidente da Caixa assegurou na semana passada que mesmo cidadãos aprovados em julho receberão todas as parcelas do benefício – Foto: Marcelo Casall/Agência Brasil

O site e o aplicativo da Caixa serão utilizados apenas para acompanhar o pagamento do benefício a partir desta sexta (3)

O prazo de inscrição para receber o auxílio emergencial de R$600 termina nesta quinta-feira (2). De acordo com informações da Caixa Econômica Federal, a partir desta sexta (3), o cadastramento estará encerrado. Após essa data, o site e aplicativo do banco só poderão ser utilizados para que a população possa acompanhar o pagamento do benefício ou o status de processamento do pedido. 

Destinado a pessoas de baixa renda, trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais (MEI), o auxílio, a princípio, seria pago em três parcelas de R$600. Entretanto, o benefício foi prorrogado por mais dois meses, com o pagamento de mais duas parcelas. 

Para as famílias em que a mulher é mãe solo e única responsável pelo sustento familiar, o valor pago mensalmente é de R$ 1.200.

Ao anunciar o calendário de pagamento da terceira parcela do benefício há uma semana, Pedro Guimarães, presidente da Caixa, assegurou que todas as pessoas que fizerem o cadastramento até 23h59min desta quinta (02) terão uma resposta sobre o recebimento dos R$600.

“Todas as pessoas que se cadastrarem e forem validadas receberão todas as parcelas. Mesmo que sejam aprovadas lá pro meio de julho”, garantiu. 

Como se cadastrar?

Para ter acesso ao benefício a pessoa deve se cadastrar no site da Caixa Econômica Federal (auxilio.caixa.gov.br) ou no aplicativo  Caixa Auxílio Emergencial. Quem não tem acesso à internet também pode se cadastrar em agências bancárias da Caixa ou em casas lotéricas. 

Aqueles que já recebem algum benefício do governo, como por exemplo o Bolsa Família e outros programas, já tem nome inscrito no CadÚnico e não precisam se cadastrar.

Na semana passada, o Ministério da Cidadania informou que já recebeu mais de 124 milhões de solicitações para recebimento do auxílio. Dessas, 65 milhões foram aprovadas e 41,5 milhões foram consideradas inelegíveis, por não atenderem aos critérios determinados pelo governo. Quase 17 milhões de inscrições ainda estão processamento devido à ausência de informações.

Fonte: Brasil de Fato

Deixe uma resposta